Celebrando uma tarde de sol

Comida está no centro de tudo: come-se em momentos alegres, tristes, amigos se reúnem em torno da mesa, a família também. Celebram-se casamentos, aniversários, promoções, nascimentos, mas também bebe-se uma tristeza, um falecimento, por que não?

Decidi celebrar uma tarde de sol muito bonita e razoavelmente silenciosa e fui à cata de um bolo de chocolate. Os mais atrativos pediam batedeira, que não cabe na minha cozinha atualmente (quero que se lasque, será minha próxima aquisição, depois vejo se a caixa cabe no alto do armário, onde já tenho um faqueiro fechado) ou pediam chocolate em barra, que eu não tinha (e não ia sair para comprar na hora). Então fechei o navegador e fui ao meu caderno estropiado de receitas. Encontrei um bolinho que nem de chocolate era, e estava ali esquecido, anotadinho há muitos anos sem ter sido experimentado. O que fiz com ele ficará doravante conhecido como…

O Fabuloso Bolo Troca-Troca!

A receita dizia assim:

3 ovos batidos

3/4 de xícara de óleo

1 1/2 xícara de açúcar

2 xícaras de farinha de trigo

2 colheres (sopa) de canela

Misture até fazer bolhinhas de ar e a seguir acrescente:

1 colher (sopa) de fermento

4 bananas nanicas cortadas em rodelas

3 maçãs médias, com casca e sem sementes, picadas

Coloque em forma untada e polvilhe com 1 xícara de nozes picadas e 2 colheres (sobremesa) de canela e 1 colher (sobremesa) de açúcar. Asse em forno médio por 30 minutos.

Pois muito bem.

O açúcar? Troquei por açúcar mascavo.

A canela? Troquei por 1 1/2 colher de sobremesa de gengibre em pó

A massa ficou meio grudentona e achei mesmo que fosse entortar meu batedor de bolo, veja só. Então coloquei, aos poucos, mais ou menos meia xícara de água fervendo e mexi mais.

As frutas troquei um pouco: coloquei uma maçã picada, uma pera picada e troquei aquele monte de banana nanica por uma banana prata em rodelinhas (que cortei em duas). Coloquei o bolo para assar numa forma de buraco e esperei, ansiosa, pra ver que bicho ia dar.

Então agora estou aqui celebrando que tanta troca num bolo só deu certo e ficou bom pra caramba. Motivo de sobra, não?

Anúncios

Sobre Deh Capella

Baby we were born to run.
Esse post foi publicado em Desafio da Semana, S.O.S. Doçura e marcado , , , , . Guardar link permanente.