Bolo de fubá e salada de fruta

Se sentir confortável é sentir que nada está faltando.  Como se todos os vãos estivessem preenchidos, nada incompleto, tudo do jeito certo.

Como disse a Deborah ontem, comida conforta. Mas como comedora compulsiva, acrescento que há que se separar as coisas, o tipo de conforto e acolhimento que a comida propicia não é o único, nem pode ser. Comer as nossas carências e frustrações gera conforto só até um ponto.

No entanto, cozinhar é uma das melhores  maneiras que conheço de demonstrar afeto, até de presentear, aos outros e a mim mesma.

E quando a penso em conforto, me vem à mente o alimento quente no inverno e no refrescante no verão.

A que refresca:

Salada de fruta.

Não tenho nenhuma receita, apenas lembro que nas tardes quentes era isso que eu gostava de comer, quando minha mãe picava as frutas da geladeira e regava com suco de laranja, era ótimo mastigar as frutas esperando pelo docinho da banana e o azedinho do morango. Dá pra ser mais confort food ainda, quando se junta às frutas creme de leite, mas isso é aquele a mais que ajuda, mas se não tiver, não tem problema.

Que esquenta:

Bolo de fubá.

Comer bolo de fubá quentinho numa tarde gelada, acompanhado por uma caneca de chá, é uma das maravilhas da vida.

Minha receita não é especial, copiei de uma dessas revistinhas de banca de jornal. Ou foi de um programa de TV? Enfim, não lembro, mas é assim:

Bato 4 ovos,  junto com 1 e ½ xícaras de açúcar no liquidificador até ficar bem espesso; junto 1 xícara de leite; 2 xícaras de farinha de trigo; 1 xícara de fubá; 3 colheres de sopa de margarina culinária; bato até ficar homogêneo; acrescento uma colher de fermento em pó; coloco na forma com buraco no meio, untada e polvilhada; levo ao forno pré aquecido e deixo assar por uns 30 minutos em temperatura média.

O chá, gosto de quase todos os de ervas. Mas acho que combina demais com bolo de fubá o chá mate, pra mim bem fortinho e quando já está na xícara espremo meio limão e adoço – os outros tomo sem açúcar, mas o mate tem que ser docinho.

Pronto, assim, até parece que tudo é fácil.

Come to me now / And rest your head for just five minutes / Everything is good/ Such a cosy room / The windows are illuminated / By the evening sunshine through them /Fiery gems for you/ Only for you [tradução]

Anúncios

Sobre Fabiana Nascimento

Mulher desdobrável.
Esse post foi publicado em Bolo. Bookmark o link permanente.