A salada nossa de cada dia

Minha vez de propor um desafio e nem foi difícil pensar porque o que vou propor pra vocês é uma grande epopeia pra mim, digna de Hércules. Tod@s temos falhas de caráter e a minha é não ter o hábito de comer muita salada.

Isso tá bom, heim, fia.

Eu jogo o desafio aqui e saio andando porque, pra ser muito sincera, não tenho uma receita especial de salada. Então me ajudem, qual é o segredo pra transformar folhas cruas e sem graça em coisinhas saborosas? Qual aquela combinação que faz com que você ganhe elogios?

Como é que é? Você não gosta de almeirão?

Imagens daqui: http://thesocietypages.org/socimages/2011/01/07/salad-desire-and-gendered-advertising/

Anúncios

Sobre Fabiana Nascimento

Mulher desdobrável.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

3 respostas para A salada nossa de cada dia

  1. Renata Lins disse:

    A minha combinação ideal é folhas + queijo. Só cortar uns pedacinhos de gorgonzola, um parmesão, um pecorino… aí, quem sabe, se você gostar (eu gosto), uma maçãzinha ou uma pera cortadas, pra dar um toque… (joga um pouquinho de limão na fruta, antes de misturar). E, por último, um crocante: nozes, castanhas… algo que faça croc na mastigada. Rasga as folhas, variadas – alfaces várias, radicchio, rúcula, endívia, agrião – , mistura com o resto… rega com azeite , acrescenta sal e pimenta do reino…
    (eu não coloco vinagre, via de regra. Só se for fazer molho. Basta o azedinho do limão.)
    Boa salada! 🙂

  2. fabinascisilva disse:

    Verdade, Renata, tem que misturar com um monte de coisas gostosas pra ficar bom. Assim até me animo.

  3. Pingback: Cores de Frida Khalo | Feministas na Cozinha

Os comentários estão encerrados.