Cozinha Viageira – Baião Vegê de Improviso

Esta semana nossos anfitriões nos pediram para cozinhar alguma comida típica Brasuca. Sem pestanejar me ofereci para fazer moqueca, uma receita que a gente já cozinhou em viagens para os amigos em Buenos Aires, em Nova Iorque, no Rio de Janeiro. Então, claro que eu tinha a mais absoluta certeza que encontraria azeite de dendê em qualquer esquina. Tolinha, eu. Não encontrei. E assim, domingo, duas horas antes do horário marcado para o almoço, estava eu, num supermercado lotado de gente, sem saber o que fazer. Ouvi um casal conversando em português, perguntei por azeite, eles riram: – Azeite de dendê? Aqui no Chile? Hahaha!

Ah, tem mais um detalhe. Viria para o almoço minha amiga Yuyo, que tem o estômago mais cheio de frescuras que já vi na vida. A Yuyo já me abandonou no meio de um almoço num restaurante coreano porque ela odiou a comida. Tinha que ser algo de fácil digestão, sem pimenta, sem sabor muito forte, sem, sem… Ai ai ai…

Pensei, pensei, pensei… Pensei inclusive em trucar com um: “Entãaaao, minha família é italiana e bem, fiz uma massinha… errrr… típica… errrr… receita da família.” Mas ia me sentir muito da fajuta, depois de tanta generosidade do Fede e da Eileen, que nos hospedaram por mais de uma semana.

Acabei decidindo fazer um baião. Adaptado.

Odeio comida enlatada, pré-pronta, em conserva, mas sem tempo pra cozinhar feijão, larguei o pacote com o grão cru de volta na prateleira e fui pro corredor de conservas onde peguei 5 caixinhas de feijão pronto. No fim, usei só 3.

Aqui vai a receita do meu baião. Ficou pronto em 35 minutos. Serviu bem 6 pessoas.

Ingredientes:

3 xícaras de arroz integral

3 caixinhas de feijão pronto (escoei a água da conserva)

1 pimentão vermelho (grande)

2 pimentões verdes (médios)

1 brócolis japonês

1 bandeja de cogumelos frescos (usei paris)

1 cebola grande

5 dentes de alho

100 gr manteiga

200 gr queijo mantecoso (mussarela), mas no Brasil, eu uso queijo de coalho (cortado em cubinhos)

coentro

sal

Modo de fazer:

Cozinhar o arroz numa panela; em outra, temperar o feijão com alho e sal (não usei a água da conserva), e em outra panela fritar em manteiga o alho, a cebola e o pimentão. Depois acrescentar o brócolis (ele cozinha direto com o calor dos outros vegetais, não precisa colocar antes no vapor), o cogumelo (todos os vegetais soltam água, não tem necessidade de acrescentar nadinha de água), sal, pimenta (se for usar), o queijo cortado em cubinhos e o coentro. Misturar tudo (vegetais, arroz e feijão). Servir.

Fez sucesso, viu? A Yuyo até repetiu. Eu não tirei foto, mas a tarde acabou assim, ó, no jardim, com vinho, cerveja e discutindo os próximos passos da viagem:

Anúncios

Sobre santaelaine

Atualmente sem teto. Procurando luz para as fotos que tiro, os olhares e conversas para as conexões humanas, e os caminhos que podem ser percorridos. http://blog.elainesantana.com.br
Esse post foi publicado em Comida rápida, Cozinha Viageira, Elaine Santana e marcado , , . Guardar link permanente.