Quando a polenta nos salva

Post em resposta ao desafio da semana.

Quando estamos com fome queremos comer, claro. Mas quando temos fome e pressa? Há quem apele sempre para o quilo da esquina. No entanto não é sempre que podemos ($) comer fora e, também, comer fora sempre não é saudável, porque, como diria minha avó, sabe se lá como foi o preparo da comida e qual é a origem dos ingredientes.

Na vontade de comida rápida, estabeleça um dogma em sua cozinha: nunca, jamais comerás miojo. Nem de vez em quando, tá? Além de ter o sódio que podemos ingerir no dia – ou seja, coma o miojo e no almoço e só tome água no resto do dia (e nem pode ser água mineral Nestlè, que também é cheia de sódio) – ele é uma massa frita, cheia de gordura. Normalmente não me importo com o teor de calorias dos alimentos que consumo, mas o macarrão instantâneo é o porcaria ao quadrado, aboli, acabou.

“Como fazer aquela refeição esperta e rápida se não posso mais comer miojo?”. E eu te digo, caríssim@s, tente manter sua dispensa abastecida e tenha sempre coisas no congelador. O freezer é nosso melhor amigo, lembre-se disso. Alimentos  pré prontos que você mesmo prepara, são a salvação. Congele. Potinhos à mão cheia, bendito é aquele que congela o feijão.

A maior parte dos vegetais pode ser congelada depois do preparo sem perder a consistência e o sabor. Deixe as carnes já no jeito de ir pra panela, cortada em porções pequenas, que não vão demorar muito pra descongelar. Na internet tá cheio de sites com dicas de congelamento, pesquise. Estabeleça uma rotina, porque, no dia em que formos surpreendid@s, teremos comidinhas à mão.

Quando até o congelador estiver no vácuo e já comemos macarrão (porque se tem uma coisa que é boa, rápida e infalível, é macarrão) a semana inteira? O que vamos almoçar?

Polenta, meu.

É bom, nutritivo e rápido. Claro que estou falando da iguaria preparada com Polentina, ou Milharina, que são farinhas de milho pré-cozidas e não são ruins. Preparar a polenta de modo tradicional, com fubá, e esperar o cozimento por 40 minutos mexendo o tacho, com as bolhas estourando na nossa cara dá um resultado mais saboroso, sem dúvida. Mas as facilidades da tecnologia alimentícia, nesse caso, não deixam muito a desejar. Eu sei que existem umas polentas prontas nos mercados mais sofisticados, mas infelizmente, onde moro ainda não vi.

A receita é bem simples:

-Siga as instruções da embalagem da Polentina (eu gosto de por um pouco a mais de água, fica mais mais cremosa, e acrescentar temperinhos (como alho, cebola, pimenta do reino). Pouco sal.

-Você pode comer junto com algum cozido com bastante caldo, frango com legumes, carne moída ou o molho de tomate de sua preferência com calabresa picadinha.

Garanto que em menos de meia hora você tem uma refeição perfeita.

Se quiser algo um tanto mais sofisticado faça essa receita (http://www.chucrutecomsalsicha.com/archives/2011/11/torta_grega_de.html) , é sucesso, já fiz um monte de vezes.

“Mas eu não tenho nada disso na minha dispensa, o que faço?”.

Conversa meia hora com a fome.

Anúncios

Sobre Fabiana Nascimento

Mulher desdobrável.
Esse post foi publicado em Comida rápida, Desafio da Semana. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Quando a polenta nos salva

  1. Deh disse:

    AHAHAHAHAHAHHA, o final foi sensacional! 🙂
    Aqui meu sócio é doido por polenta. Não posso dizer o mesmo de mim. Aquele cheiro do negócio cozinhando sobe e eu sofro um pouquinho, sabe? Ai ai.

  2. fabinascisilva disse:

    Eu adoro demais. Tenho que me controlar pra não comer polenta todo dia.

  3. Marido ama polenta, mas ai que eu passo. Mas congelar é viver!

  4. Aisla Araújo disse:

    Então… sempre adotei esta tática para comida rápida… e quando faltava tempo pra cortar legumes…ou mesmo disposição para pegar carne congelada…e a pressa era muito muito grande… eu e minha mãe sempre colocávamos uns dois ovos no meio de tudo e ficava ótimo. No auge da fervura é só quebrar o ovo lá dentro e o calor o cozinhará na hora… ficam então alguns pedaços de ovo … fica bom 🙂

  5. fabinascisilva disse:

    Nossa Aisla, que dica maravilhosa. Adoro ovo, quando eu comia miojo, fazia isso, ah, quanto colesterol correm nessas veias…. Mas na polenta tá beleza, né? Porque polenta é bem saudável, um pouco calórica, mas nada de colesterol ou muito sódio.

  6. renatalima91 disse:

    Conversa meia hora com a fome.
    Me mijei aqui.
    Maldade!

Os comentários estão encerrados.