Gadgets ou utensílios simples, baratos e necessários pra revolucionar sua cozinha.

Quando pensa em “Gadget” você imediatamente associa a um aparelho eletrônico modernoso? Pois abandone já essa idéia que o negócio aqui é outro. Percebi que há alguns utensílios que revolucionam a cozinha com sua simplicidade, que todo mundo deveria ter e que são baratíssimos e fáceis de achar. Então vamos lá, um a um.

Omeleteira. Já ouviu falar nisso? Eu também não tinha, até ganhar uma da minha sogra. É di-vi-no! São tipo duas frigideiras de teflon que se encaixam. Você taca o omelete lá em uma, cobre com a outra. Quando der uma chacoalhadinha e estiver soltando do fundo, simplesmente vira o negócio. O omelete cai certinho pra terminar de cozinha do outro lado. Um luxo. Sem falar que nas horas de aflição você tem duas frigideiras bacaninhas.

Um gadget bem mais simples é o fouet. Fouet faz maravilhas por você! Dissolver bolotas de farinha num caldo ou molho, bater ovos pra omelete (inspirei hein?), bater claras em neve, musse, massa de cookies… É um utensílio e tanto! Eu tenho um de arame e um de silicone, uso o de silicone pra massas mais duras, o de arame que eu tenho é mais frágil. Corra e compre um, baratinho, se você ainda não tem!

Um bom pão-duro facilita sua vida. Ao invés de lutar com a colher comum ou a de pau pra raspar todos os restinhos de massa, sopas, etc. da panela, pegue seu amigo pão-duro e ele fará mágica! Não sobra quase nenhum tiquinho nas paredes da tigela/panela… Vá com fé!

Ralador também é vida, meu povo. Eu prefiro esses que dá pra apoiar legal, como o da figura. Os ralos básicos são suficientes pro dia a dia. Adoro tascar uma cenourinha ralada no arroz cozinhando, é um must! Sem contar que dá pra fazer batata chips, gengibre ralado e até coisas meio moídas, naquele ralo redondinho e pequeno… E parmesão ralado na hora sobre o macarrão quentinho então? Dieta que me perdoe…!

E tem a peneira. Ah, peneira, minha amada peneira… Já exerimentou fazer aquele bolinho básico mas peneirar todinhos os ingredientes secos e os ovos? Dá uma delicadeza pra massa que só vendo… Sem falar nos chás, feitos com folhas naturais e peneirados direto na xícara… Ou nos molhos feitos com aquele queimadinhos do fundo da panela da carne ou da assadeira, peneirados e acrescentados de farinha pra engrossar, hmm… Viva a peneira!

Entre os gadgets mais… digamos… modernos, destaco aqui esse mixer da Walita. Digo esse em específico porque vem com um conjunto bacana que faz o mixer virar batedor elétrico (pra fazer claras em neve por exemplo se o tempo for curto ou se o braço cansar com o fouet manual), processador e… mixer, né? Depois que ganhei um troço desses raramente preciso usar liquidificador ou batedeira. É ótimo! Sem contar que bato polpa de fruta direto nessa jarrinha esperta aí com ele… Como tem tampa, vai pra geladeira imediatamente e pimba, tenho suco o dia todo sem precisar ficar batendo!

Também moderna é essa panela de arroz elétrica, largamente utilizada no Japão, na Coréia e na China, ela vem ganhando popularidade por aqui. Não é muito cara e vale bem a pena. Ganhei uma e uso quase todos os dias. A minha é igual essa da figura, a panela interna (onde você coloca o arroz, tempero e água, tudo junto) vem com a marcação certinha da quantidade de água pra cada medida (vem c/ medidorzinho), um xuxu. Não demora muito menos do que o arroz normal pra ficar pronto, mas tem a vantagem de não precisar desligar. Quando o arroz está pronto ela sai do modo “cozinhar” pro modo “aquecer” e mantém o arroz quentinho, sem queimar, até você terminar sua refeição. Mara! Sem contar que não tem essa encheção de refogar, é só tacar tudo lá e pronto. Outro dia fiz um risotinho de frango com curry nela e ficou delícia!

Ainda na vibe da modernosidade está a chaleira elétrica. Outro presente espetacular que ganhei de casamento/chá de panelas no começo do ano… A chaleira elétrica é pratica não só porque esquenta água muito mais rápido que meu fogão a gás, mas também porque desliga sozinha e avisa quando a água ferveu. Pra cozinhar é uma belezinha! Pra chá então, nem se fala! É só ligar na tomada, abaixar o botão e quando ferver despejar na xícara com um saquinho…! Viva! (Só que essa marca aí ñ recomendo, a minha parou de funcionar pouco depois de 1 mês de uso… Quero comprar uma nova de outra marca, pra ontem!)

E tem a boa, velha e clássica panela de pressão. Se você tem medo dessa belezinha, recomendo resolver esse negócio aí e só tomar alguns cuidados básicos. Verificar sempre se a panela está soltando a pressão através do chiado, ver se está bem vedada, nunca abrir ela antes do pino deixar de chiar por completo (mexa nele, se chiar mesmo que pouquinho, não abra… um banho de água fria ajuda a perder a pressão). É pura física, fascinante! E sem ela você não faz feijão, grão-de-bico, carnes mais durinhas, doce-de-leite… Quer dizer, até faz. Mas haja saco. E gás.

E vocês, que utensílios ou gadgets são indispensáveis na sua cozinha?

Anúncios

Sobre Marília Moscou

socióloga, escritora, poeta, comunista, feminista, bissexual, não-monogâmica (ou anti-monogamia?)
Esse post foi publicado em Já-Te-Vi. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Gadgets ou utensílios simples, baratos e necessários pra revolucionar sua cozinha.

  1. Cecilia disse:

    Ah, eu sou louca por gadgets de cozinha. Primeiro, o fouet. Tenho um grande e um pequeno, mas preciso também de um de silicone pra usar em panela tefal. Mas um que eu tive começou a soltar lascas do revestimento, imagina o pânico!
    E eu tenho um raladorzinho bem titico só pra ralar noz moscada.

  2. Adoro coisinhas de cozinha! Valeu pelas dicas. Alguns eu tenho e outros, como a panela pro arroz, será a próxima aquisição. Beijos.

  3. Aisla Araújo disse:

    Eu só tenho a dizer: Uau!
    Realmente isso revoluciona a cozinha!

Os comentários estão encerrados.