Ragu de Ossobuco

Uma receita italiana legítima! A primeira vez que tive contato com essa receita foi lendo blogs de culinária. Tanto minha família quanto do marido são de descendência italiana, porém, não era costume nas nossas famílias essa receita.

Quando vi fiquei morrendo de vontade de comer. Aqui em Curitiba existem vários restaurantes que preparam, mas acho essa receita a melhor. É uma comida de inverno, quente, gostosa, que perfuma a casa inteira por horas.

Ragu de Ossobuco

Para 4 porções generosas:
•     entre 700 e 800 gramas de músculo bovino premium
•     2 latas de tomate pelatti
•     1/2 lata de extrato de tomate
•     1 tablete de caldo de carne ou legumes (você pode fazer seu próprio caldo, próximo post sobre caldos, de frango, carne e camarão).
•     1 cebola grande
•     3 dentes de alho
•     1 cenoura
•     2 ramos de salsão
•     azeite de oliva
•     manjericão fresco ou louro (prefiro muito manjericão, se não tiver uso manjerona)
•     1 colher de sopa de açúcar
•     pimenta (a que você preferir, às vezes uso pimenta dedo de moça, outras vezes molho de pimenta mesmo)
•     300 a 500 ml de vinho tinto seco
•     sal a gosto

Modo de Preparo:
Primeiro enfarinho os ossobucos e dou uma fritada neles com pouco azeite, só para que fiquem firmes durante o cozimento. Reservo. Dá para amarrar com barbante em volta deles.

Numa panela bem grande, frite no azeite a cebola, o alho, a cenoura e o salsão bem picadinhos. Coloque a carne, os tomates pelatti com o suco de tomate da lata, folhas de louro ou manjericão e um pouco de sal. Dá uma sacudidinha para acomodar os temperos. Acrescente uns 200 ml de vinho tinto. Tampe a panela, mantenha o fogo médio até começar a ferver o suco de tomate, e então abaixe a chama. Aqui é preciso ter paciência. Deixe cozinhar lentamente e de vez em quando coloque um pouco de água e vinho, sem esquecer de dar uma mexidinha para acomodar os ingredientes.
Quando os ingredientes estiverem todos se desfazendo, pode mexer tudo para valer. Isso vai ajudar a carne a desfiar completamente.

O ragu estará pronto quando a carne estiver totalmente desfiada, os legumes todos desfeitos de tão cozidos, e o caldo bastante reduzido. Acerte o sal e a pimenta.
Adoro com talharim fresco. Fica bem gostoso.
Dá para fazer na panela de pressão também, mas essa receita
tradicional é imbatível. Amo.

Minha cara de felicidade após comer ragu! Muito bom! foto by Gilberto Gianini

Anúncios

Sobre annerodrigues

Amante de comida e de animais, feminista, advogada, boa ouvinte. O resto é o resto.
Esse post foi publicado em Quarta Gorda. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Ragu de Ossobuco

  1. É bom demais! Gosto de comer no restaurante que tem na cobertura da casa Mário Quintana em Porto Alegre, com um bom vinho tinto pra acompanhar. É divino. Gostei da receita. Vou fazer aqui em casa. Beijos!

Os comentários estão encerrados.