Uma receita para adoçar a vida

Juro que a minha intenção hoje era a de postar uma receita super simples de um caldo gostoso que fiz. Mas como a vida é cheia de nos desafiar com as suas peripécias… Eu não poderia deixar de compartilhar com vocês uma lição que aprendi – ainda que à duras penas – nas últimas semanas.

Eu sempre acreditei no amor. Para mim, ele é a chave e o caminho para que tudo que é bom se concretize. E eu acho que nada, nem mesmo o nosso alimento de cada dia, tem o mesmo sabor sem que haja uma ( ou muitas) pitadas desse sentimento.  E quando falo de amor, não me refiro apenas à idéia de romance.  Falo de amar a vida, as pessoas e as coisas como elas são.

Quantas vezes eu perdi tempo questionando porque Fulano ou Ciclano NÃO me ama? Quantas oportunidades deixei escapar por guardar ressentimentos que não fariam com que as coisas ficassem do jeito que eu queria? Ou pelo menos do jeito que eu achava que elas deveriam ser…

Ficar um tempo resignada fez com que eu refletisse bastante. Fez com que meu coração se acalmasse. Fez com que meus olhos se abrissem para o mundo e para novas possibilidades. E me ajudou a compreender que tudo o que eu sempre quis está dentro de mim. Está na maneira como eu encaro os problemas, na forma como eu me posiciono diante das circunstâncias. Por mais dolorosas, inquietantes e intermináveis que elas pareçam.

Mas, ok. Para quê falar sobre isso num blog feminista de receitas? Explico!  Dividir a minha experiência com vocês é muito importante para mim. Expor os meus sentimentos faz com que eu sinta que, de alguma forma, eu cresça e ajude alguém a crescer. E a viver melhor. Por essa razão, a minha receita de hoje é: acrescente amor em tudo que vocês forem fazer. Amem, amem muito. Espalhem o amor por onde quer que passem, seja através de um sorriso, de uma gentileza, de um ideal ou de uma refeição saborosa. Jamais associem o amor a sacrifício ou a sofrimento. Amar é vida, é luz, é sentir-se bem sendo o que é. E deixa o nosso dia-a-dia bem mais doce.

Acho que já disse tudo o que tinha para falar. Agora estou de volta, firme, forte e confiante. Pronta para o que der e vier. E quanto ao caldo? Testarei ele com bacon e compartilharei em breve. Podem cobrar!

Anúncios

Sobre Cláudia Gavenas

Paulistana, 26. Designer, gateira, feminista e musical. Meio perdida na vida, mas não tem certeza se realmente quer se encontrar...
Esse post foi publicado em Sabor sem Culpa e marcado , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Uma receita para adoçar a vida

  1. Fernanda Marinho disse:

    Fiquei emocionada ao ler o post.
    Tem muita razão
    Abraço forte em você!

  2. Aisla Araújo disse:

    Lindo texto e ótima receita! Sabe, Claudia, eu estou em um processo de auto conhecimento já tem um tempo. Dentre os trabalhos que faço, um é bem escrutinador, pra essa semana o meu desafio é me livrar de sentimentos de culpa. Exatamente este sofrimento que as pessoas, de modo geral, associam ao amor. E como você disse, o amor é livre de sofrimento (tomo a liberdade para colocar: o amor é livre de culpa…). Colocando uma porção generosa de amor no banquete da vida, tudo fica mais gostoso, mais leve e sem culpa ou sofrimento.
    Grande abraço!

  3. Claudia, sua linda! Amei seu post. E faço minhas as palavras da Aisla. Sabe, o mais importante é a gente estar com pessoas bacanas, do bem. E se cercar de energias boas. O resto acontece.
    beijos e vem me visitar!!!
    Babi M.

  4. Borboletas nos Olhos disse:

    Cláudia, a vida não tem receita, mas tem sabor quando convivemos com gente linda que nem você. Beijos

  5. Jéssica disse:

    Aii, amigue, que texto lindo! Tô tão feliz por saber que vc está tão firme e confiante, sabia? E escrevendo cada vez melhor. Parabéns, Claudinha, por ter se superado e por tão crescido tanto em tão pouco tempo. Beijo, beijo.

  6. Jéssica disse:

    *e por ter crescido tanto em tão pouco tempo.

  7. Anne disse:

    Amor, amor, amor e amor. Sem dúvida alguma é importante alguém linda como você nos lembrar disso.
    Obrigada pelo texto tão comovente.
    Beijinhos

  8. renatalima91 disse:

    “Jamais associem o amor a sacrifício ou a sofrimento. Amar é vida, é luz, é sentir-se bem sendo o que é. E deixa o nosso dia-a-dia bem mais doce”.

    Que bom que é assim, né?
    Lindo seu post, lindo de ler, lindo de viver amor.
    É como diz a Leila Diniz: De amor eu quero viver!

    Conhecer pessoas incríveis como vc tem sido uma fonte constante de amor e alegria na minha vida!

    Viva, amando, sempre, Cláudia!
    O amor sempre tem lugar!
    Beijos e obrigada!

Os comentários estão encerrados.