Pão de Queijo da Mamãe

Meu interesse pela cozinha tem origem nas histórias que minhas avós contam sobre minhas bisavós. Para contextualizar, metade de mim é do centro de Goiás, Anápolis e região rural no caminho pra Nerópolis e a outra metade é da beirinha, da divisa com Minas Gerais, de Catalão e Ouvidor.

Sempre prestei atenção em como a herança culinária das matriarcas da família influenciavam minha mãe e a mim. Elas preparavam os alimentos no fogão à lenha ou numa ‘trempezinha’ (Assim que as antigas de minha terra chamam um punhado de pedras organizadas pra apoiar a panela com lenha pegando fogo debaixo dela.) no fundo do quintal. Aproveitavam o alimento ao máximo e o tratavam como sagrado. As expressões e os nomes dados aos pratos, em minha terra, sempre me encantaram e me encheram de prazer.

Minha mãe me ensinou fazer farinha e polvilho igual minha bisavó fazia, desde o princípio que é arrancar a mandioca, passando por coar a massa várias vezes até misturar a farinha no feijão ou escaldar o pão de queijo. Uma ligação única com minhas ancestrais e um resgate de minhas raízes.

Quero compartilhar a receita de pão de queijo da família (Com contribuições da avó mineira do meu primo).

Receita de pão de queijo

(Vou passar a receita como me foi passada. Quando indico ‘copos’, é um copo que cabe 200ml. Neste caso foi usado como referência durante toda a receita.)

Ingredientes:

5 copos de polvilho
3 copos de leite
1 copo de óleo
Sal a gosto (Antes de colocar sal, experimente o queijo para não correr o risco de ficar salgado demais.)
Entre 5 e 6 ovos (Depende do tamanho dos ovos. Se foram grandes – geralmente de granja – use 5. Se forem pequenos – geralmente caipiras – use 6.)
3 copos de queijo curado

O segredo está no preparo:

Coloque o leite misturado com o óleo para ferver.
Assim que ferver, em uma bacia coloque o polvilho e escalde com o leite e o óleo bem quente. Misture bem com uma colher e deixe esfriar.
Pode parecer uma grande meleca, mas a intensão é molhar bem o polvilho. Como diz minha mãe: “Escalda bastante!”.
Quando a massa estiver morna (verifique se não está muito quente para não queimar as mãos.) acrescente os ovos e amasse bem com as mãos.
Quando notar que a massa está uniforme coloque o queijo e misture mais.
Enrole o pão de queijo e coloque no forno pré-aquecido. Para enrolar unte as mãos com óleo e não precisa untar a forma.

(Temperatura média – Forno elétrico : 200º | Forno a gás : 290º).

De acordo com minha mãe, o fato de escaldar bem a massa evita que o pão de queijo fique duro. Até agora tem funcionado bem!

A quantidade de pães que a receita que a receita pode render depende do tamanho do pão de queijo.

Espero que tenham gostado. Depois escrevam o resultado das experiências!

Anúncios
Esse post foi publicado em Delícias de Goiás e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Pão de Queijo da Mamãe

  1. Pan Lugh disse:

    Humm… Adoro esse pãozinho de queijo! Eu até briguei por ele no twitter, ótimo texto, ótima receita e ótimo produto.
    Sucesso,
    Lugh

  2. Eu vou experimentar da próxima vez que for na casa da sogra. E dps volto pra contar o resultado.
    beijo!

Os comentários estão encerrados.