Especial Junino: É batata!

Foi arrancar maio do calendário e já começamos a suspirar com as comilanças de junho, com as festas de Santo Antonio, São Pedro e São João, com os balões que já não podem mais subir – porque muitas vezes causam estragos quando caem.

São festas de fartura e colheita, e também de simplicidade e comunidade. Tem algo poético em ver tão poucos ingredientes se transformando numa profusão de doces e salgados.

Foi já sonhando com bandeirinhas que troquei a batata comum pela batata doce. Explico: num surto de curiosidade e extravagância, levei pra casa um tal de alho-elefante, do qual nunca tinha ouvido falar. Mas se era alho, devia ser bom. Ele parece uma cebola, mas com perfume de alho. Pra testar, pensei em fazer uma sopa usando esse alho e batata, numa variação da clássica sopa de batata e alho-poró. Só que a batata-doce estava logo ao lado me tentando…

Sopa de batata-doce

  • 400 gramas de batata-doce branca (descascada e em pedaços)
  • 1 alho-elefante ou 1 alho-poró em fatias
  • 1 dente de alho
  • ½ cenoura
  • 1 talo de salsão
  • 1 xícara de leite
  • ½ cebola piqué (espetada com dois cravos e uma folha de louro)
  • uns raminhos de tomilho, se tiver
  • grãos de coentro
  • azeite e manteiga
  • sal e pimenta do reino

Refogue os alhos em meia colher de manteiga e mais um fiozinho de azeite. Quando estiver bem cheiroso, acrescente os outros ingredientes e complete com água até cobrir tudo. Deixe cozinhar até a batata-doce estar bem molinha – uns 40 minutos, mais ou menos, dependendo do tamanho dos pedaços. Quando a batata estiver cozida, retire a cenoura, o salsão, o tomilho e a cebola. Bata com um mixer ou no liquidificador. Corrija a água para ficar na consistência desejada (acrescente ou deixe reduzir) e o sal (que você colocou pouquinho no começo pra não arriscar a salgar demais). Se quiser apelar, coloque mais um pouquinho de manteiga pra finalizar.

Anúncios
Esse post foi publicado em Fast Food e marcado , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Especial Junino: É batata!

  1. annerodrigues disse:

    Posso falar? Num gosto de batata doce. São poucas as coisas que não gosto de comer, na verdade bem poucas, só que batata doce é uma delas. Farei a sopa com batata comum. Pode?
    Beijinhos

  2. Cecilia disse:

    Babi, a mudança de visual do blog ficou ótima!
    Alho-elefante? Mulé, você e a sua cozinha são chiques!

  3. Bárbara Lopes disse:

    Claro que pode, Anne! Batata com alho-poró é um clássico da culinária francesa. Acho que só muda o tempo e a quantidade de água.
    beijos

  4. Bárbara Lopes disse:

    Ih, Cecília, todo o meu espírito zen não-consumista vai embora na hora de comprar comida… Pelo menos tem os ingredientes da terra pra compensar.

  5. Luciana disse:

    Inusitada é o que penso quando penso em você e na sua cozinha. Tô esperando aqui com a boca salivando…

Os comentários estão encerrados.