Não tem segredo

Risoto

Os camarões da Anne na semana passada me deixaram com água na boca. Como aqui não tem mar nem pescador, fui à feira mesmo e levei alguns para casa. No cardápio, risoto de camarão com abobrinha.

Risoto é simples. Refoga o tempero, refoga o arroz, coloca o vinho e vai colocando caldo, mexendo de vez em quando, até ficar pronto. Finaliza com manteiga e acabou. Não tem segredo, como se costuma dizer.

Mas tem o caldo. Eu sempre peço para o peixeiro limpar o camarão, mas me dar as cascas pra fazer caldo. Na panela vai um pouquinho de óleo, cebola (eu fiz a cebola piqué, com uma folha de louro e dois cravos espetados), alho, salsão, uns raminhos de tomilho. Não precisa picar nada. Refoga as carcaças do camarão, lavadas previamente, cobre com água e deixa ali fervendo em fogo baixo por uns 20 minutos. Depois tem que coar – quanto mais fina a peneira, mais translúcido e preciso fica o caldo.

Mas tem o camarão. Eu sequei bem o camarão, coloquei azeite na panela e deixei esquentar bem e só então coloquei o camarão, sem deixar ele se amontoar. Coloquei sal e pimenta calabresa. Depois de virar e deixar pegar cor do outro lado, coloquei um pouco de vinho, deixei evaporar quase tudo e separei.

Mas tem a abobrinha. O gosto da abobrinha muda de acordo com o formato (eu, pelo menos, sinto isso). Rodelas de abobrinha não são iguais a palitos de abobrinhas. Dessa vez, eu queria palitos. Usei a mesma panela do camarão, mais um pouco de azeite e deixei a abobrinha amolecer e pegar gosto.

No fim, juntei o camarão e a abobrinha ao risoto com um pouco de creme de leite fresco (no lugar da manteiga).

O resto é segredo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Fast Food e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Não tem segredo

  1. Anne disse:

    Ai que delícia de receita!
    Da próxima vez faço assim.
    Beijinhos

  2. Luciana disse:

    Ai, menina, como você escreve bem. Sabe, não sei se você sabe, eu tenho um blog. Daí tem uma colunista lá que ocupa às terças de 15 em 15 dias…tava pensando…ops! Amei a receita e, ainda mais, o estilo. E, sim, também no explícito há segredos.

Os comentários estão encerrados.