Receita de família

Semana enlouquecida: tudo conspirou contra. Mil furos atrasaram meu trabalho, a vida foi enrolando, mas uma meta importante da semana foi batida: conseguir ir fazer o Audax, uma prova de bike de longa distância. Eu, iniciante que sou, fiz o Desafio 195, e com pouco menos de 200 km pedalados, fui para cama, enquanto amigos ainda rodavam na estrada, vencendo noite adentro, até completarem 400 km. Quero ser como eles quando eu crescer.

No meio da semana, no meio da correria e dos preparativos para o pedal de sábado, um trabalho me pediu que revisasse os cadernos de receita de família. Aí dou de cara com uma joia querida, que lembra bons momentos e alegria. É comida simples, mas aqui em casa sempre festiva, porque lembra a gente que somos meio lituanos (é, entre o Verônica e o Mambrini tem um Vazgauska). Uma delícia de prato para dividir e para esquentar o coração.

Facinha de fazer, deliciosa nesses dias frios. Kugelis, uma espécie de torta de salgada de batata, batata, cebola, toucinho, leite, óleo, ovos, sal e farinha. Sem foto dessa vez, porque pesquei a receita muitas vezes feita e nunca registrada em imagem. Mas vocês hão de perdoar porque dividir receita de bisavó com o mundo é muito, mais muito, amor. É tudo meio de medida a olho, mas podem por uns 100 gramas de toucinho para cada cebola e para cada seis batatas. Por ser uma receita de família, cada uma tem suas variações de quantidades.

Kugelis:
Fritar toucinho picado em cubos e acrescentar cebola. Ralar a batata e acrescentar um pouco de sumo de limão para não escurecer. Misturar a batata ralada ao refogado frio e aos ovos (1 a 2 ovos para cada 8 ou 12 batatas médias). Juntar meio litro de leite morno para cada quilo de batatas e acrescentar uma ou duas colheres de farinha para a massa não ficar mole, mas não aguada. Assar em forma untada com bastante óleo em forno quente, por cerca de uma hora. Pode ser servido com sour cream, geléia de maçã, ou bacon frito.

Anúncios

Sobre Verônica Mambrini

Cama, mesa, banho, foto, tela e texto.
Esse post foi publicado em Cozinhando o Lobo. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Receita de família

  1. Toucinho, toucinho? Não pode ser bacon, né? Vou fazer, mais absoluta certeza, amanhã ou sexta, basta eu ter tempo e transporte pra fazer o mercantil. E que sobrenome delicioso, quase tanto quanto ler este carinho feito receita que você partilhou conosco. Puxa, muito, muito obrigada!

  2. Cecilia disse:

    Receita de bisavó é um luxo.
    Aliás, eu estava aqui pensando no que iria fazer com um gomo de calabresa que tá na geladeira, e vou me inspirar na sua receita para criar um prato.
    Beijos

  3. Verônica disse:

    Bárbara, se joga. Toicinho é o tradicional, mas dá sim para fazer substituições, seja por bacon, ou linguiça, como a Cecília fez. Lá em casa nunca fizemos assim, mas já vi fóruns de receitas lituanas que sugerem carne em cubos com linguiça e até frango (eca, me parece estranho).

    Depois conta no que deu!

  4. Luciana disse:

    Ahaha, Bárbara no caso sou eu? Luciana?

  5. Sara Joker disse:

    água na boca! ai meu deus, tanta coisa pra fazer que vcs postam nesse blog que acho que só termino de cozinhar tudo na próxima encarnação!

  6. Viajei, sorry, hahaha

Os comentários estão encerrados.