Uma macarronada para Tod@s nós

Bom dia gente! Prazer, eu sou a Cláudia e estou muito feliz por fazer este post e por poder compartilhar este espaço com tanta gente especial. 

Sempre fui uma comilona incorrigível, a ponto de ficar de mau humor quando estou com fome. E cozinhar para mim é um exercício constante de criatividade e de amor. De criatividade porque dá vontade de buscar novos aromas, temperos, cores, de trocar receitas e experiências, de aprender. E de amor porque não existe nada mais gostoso do que amar tudo o que você faz, de preparar algo com carinho, com prazer e e sentir-se feliz  com isso.

Por esta razão, fico muito triste quando ouço alguém dizer que não pode nem chegar perto de determinado tipo de comida, ou que fica contando caloria por caloria de cada refeição. Para quê privar-se do direito de saborear algo? Para seguir padrões estéticos que nunca serão sinônimos de bem estar ou de alegria? Eu particularmente, não acho isso justo. É muita crueldade consigo mesm@.

Enfim, vamos à receita. Preparei esta macarronada num dia muito especial. Especial, pois eu estava contente comigo mesma e disposta a não me culpar mais pelas minhas vontades. A batizei de Macarronada para Tod@s nós porque gostaria sinceramente que ninguém mais sinta culpa ao comer qualquer coisa. Espero que gostem!

Ingredientes:

– 1/2 pacote de macarrão “parafuso”  tricolor (sim, aquele colorido);
– 100 g de azeitonas verdes picadas;
– 1 lata de ervilha;
– 100 g de champignons fatiados;
– 1 tomate picado;
– 200 g de presunto picado;
– 200 g de muçarela ralada ou picada;
– 1 lata de creme de leite sem soro;
– 1 lata de extrato de tomate;
– 1 cubo de caldo de galinha;
– 1 dente de alho picado;
– 3 colheres de sopa de azeite de oliva;
– queijo parmesão ralado a gosto;
– sal a gosto;
– 1 pitada de açúcar.

Rendimento: de 10 a 12 porções.

Modo de Preparo: em uma panela média, acrescente cerca de 1 litro de água e leve ao fogo alto até que ela esteja aquecida, mas não ao ponto de ferver (uns 8 min mais ou menos) . Coloque um “fio” de óleo (só para o macarrão não grudar) e em seguida, o macarrão. Cozinhe até que ele fique “al dente”. Escorra a água do macarrão até que ele fique sem qualquer resíduo dela. Reserve.

Molho: refogue o alho e o caldo de galinha no azeite. Acrescente gradativamente o extrato de tomate, mexendo bem para que o tempero seja totalmente misturado. Em seguida, coloque as azeitonas, as ervilhas, os champignons, o presunto e o tomate. Misture até que o molho fique bem encorpado. Acrescente o sal e deixe o molho ferver só um pouco. Coloque a pitada de açúcar (para cortar a acidez do extrato de tomate e dar um toque especial ao sabor).
Desligue o fogo e acrescente gradativamente o creme de leite. Neste momento, é muito importante que não se pare de misturar. Caso contrário, o creme de leite formará aquelas “pelotinhas”. Após a mistura, despeje o molho por cima do macarrão, coloque a muçarela e (denovo!!!) mexa bem até que o queijo derreta.

Depois, é só salpicar com o parmesão ralado e bom apetite! Ah, saboreie sem culpa, Ok?

Anúncios

Sobre Cláudia Gavenas

Paulistana, 26. Designer, gateira, feminista e musical. Meio perdida na vida, mas não tem certeza se realmente quer se encontrar...
Esse post foi publicado em Sabor sem Culpa. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Uma macarronada para Tod@s nós

  1. Cecilia Santos disse:

    Ah, que macarrão luxo!!! Que maldade postar um prato desses ao meio-dia, Cláudia!
    Ótima estréia!

  2. Delícia, luxo, maravilha. Sou adepta da sua filosofia!!!! Ontem fiz um bolo de cenoura com cobertura EXTRA de chocolate amargo pra todas nós, hahahaha

  3. Delícia! Comer sem culpa é minha especialidade. Vou fazer igualzinho (menos a ervilha, rsrs). E que linda sua apresentação…fico super feliz de dividir este espaço com gent elinda assim.

  4. Sara Joker disse:

    A gente precisa se permitir comer o que é gostoso! Sem culpa e com felicidade!

  5. Cláudia disse:

    Que bom que gostaram! Comer sem culpa é vida e é sinônimo de bem estar!
    Abraço.

  6. Cláudia disse:

    Obrigada!! Olha, eu tenho mania de ervilha e uso ela em quase tudo que preparo para comer XD. Mas se você quiser, substitua ela por um pouco mais de azeitona. Fica uma delícia!

  7. Cláudia disse:

    Marília, eu sou completamente alucinada por bolo de cenoura. Última vez que fiz, comi metade =X.

  8. Cláudia disse:

    Aahuahauahau. Ai Cecília, quando postei eu estava VERDE de fome e ainda ia demorar para sair para meu horário de almoço. O “estrago” foi feito quando eu cheguei em casa e comi ah… 4 pães com queij0…

  9. annerodrigues disse:

    Cláudia, macarrão é vida! Amo.
    Adorei sua receitinha e sem dúvida nenhuma a melhor coisa na vida é comer sem culpa.
    Beijinhos colega de quarta.

Os comentários estão encerrados.